Traição Moderna

Missionária Karina Saraiva
Missionária Karina Saraiva

Últimos posts por Missionária Karina Saraiva (exibir todos)

    Traição Moderna
    Lemos nas Escrituras Sagradas em Marcos 14, 43-46 o seguinte:

    “E logo falando Ele ainda, veio Judas que era um dos doze, da parte dos principais dos sacerdotes, dos escribas e dos anciãos, e com ele uma multidão com espadas e varapaus. Ora, o que traía, tinha-lhes dado um sinal dizendo: aquele que eu beijar, esse é, prende-o e levai-o com segurança. E logo que chegou, aproximando-lhe Dele, e lhe disse: Rabi, Rabi. E beijou-o. Então lhes lançaram as mãos e o prenderam”.


    Este beijo nefando e miserável foi o beijo da traição praticado por um falso discípulo e fingido amigo.Vieram com espadas e varapaus para prender o filho de Deus como se ele fosse elemento perigoso.

    Aquele que havia curado enfermos, ressuscitado mortos e libertado os oprimidos, prometendo-lhes salvação eterna encaminhando-os a Deus, agora estava nas mãos dos falsos amigos, falsos religiosos, cujos corações havia só hipocrisia e interesses, pecadores cobertos por religiões. Judas recebeu trinta moedas de prata, conforme o profeta de Deus havia predito em Zacarias 11 e 12: “E eu disse-lhes: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o que é devido, e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata”.

    Essa profecia se cumpriu no NT, conforme está escrito em Mateus 26:15: “E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata”. Valor este que Judas recebeu por este execrável trabalho.
    A minha pergunta aos irmãos é: Será que ainda existe modelo de tal traição nos dias atuais?
    Fingimentos, tapinha nas costas, beijos, abraços, palavras lisonjas, planos, hipocrisia?

    Como podemos nos defender deles?

    Agindo deste mesmo modo, estaremos ou não traindo? Quando deixamos de ensinar o povo sobre o Caráter de Cristo, a afastar-se do pecado, do mundanismo, não estaríamos por acaso traindo o Mestre? Ele continua a exigir que possamos ser um povo peculiar, de boas obras, separado do Mundo!
    O Apóstolo Paulo diz para não nos deixarmos enganar para não corromper os bons costumes, I Cor 15,33 “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes”. Devemos preservar os bons costumes e, como poderemos preservá-los se estivermos envolvidos com os costumes mundanos?

    Não será isso também uma traição na obra do Mestre?
    Diante disso tudo, o pecador poderá refletir que um dia, ele estará diante do trono de Deus e prestará conta de seus atos.
    Examine cada um a si mesmo!
    “Os céus e a Terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposta a vida e a morte, a benção e a maldição; escolhe pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,”. Deuteronômio 30:19

    Missionária Karina

     

    Publicar um comentário

    Traduzir »